A primeira edição do Prêmio Itaú-UNICEF nasce em um contexto de mobilização mundial pela educação e com a certeza de que todos os segmentos da sociedade: governo, empresas, organizações não governamentais e indivíduos são corresponsáveis pela formação das novas gerações.

Marcado pelo grande contingente de crianças e adolescentes fora da escola, o contexto nacional exige solução imediata, visando à inclusão desse público no processo educativo. Contribuem para o enfrentamento dessa questão projetos de ações complementares à escola, voltados para crianças e adolescentes.

Esses projetos nascem das próprias comunidades e são desenvolvidos por organizações não governamentais que contribuem de duas maneiras para o enfrentamento da questão: por um lado , incluem essas crianças e adolescentes em seus projetos educativos; por outro, articulam-se com as escolas públicas e com as famílias para garantir o ingresso delas no sistema escolar.

Nesta primeira edição, 406 organizações não governamentais se inscrevem, superando as expectativas dos organizadores. Os projetos inscritos apresentam iniciativas voltadas ao atendimento direto de crianças e adolescentes, à mobilização da sociedade para a educação, à formação de professores do ensino público e à produção de materiais de apoio à aprendizagem.